Container

Por uma sociedade mais opinativa

Climatempo

Redes Sociais

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Geral

SMCAS inaugura o programa Residência Inclusiva

Publicado 27/03/2015

O Executivo Municipal em conjunto com a secretaria de Cidadania e Assistência Social (SMCAS) está inaugurando no Município o programa Residência Inclusiva, Profª. Maria Concli Ferreira Gomes, na Rua Coronel Sampaio, nº 113, no dia 30, segunda-feira, às 15h.  O programa trata de uma oferta de serviço de acolhimento institucional, no âmbito do Acolhimento da proteção social especial de alta complexidade do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

A proposta de implantação da Residência Inclusiva está em sintonia com as metas previstas no Plano Nacional de Direitos da Pessoa com Deficiência -Viver Sem Limite –Eixo Inclusão, lançado pela Presidenta da República Dilma Rousseff, em novembro de 2011. É uma resposta aos anseios já há muito manifestado no âmbito da área da pessoa com deficiência e responde aos compromissos assumidos pelo Brasil, junto a Organização das Nações Unidas - ONU, ao ratificar a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

O programa que atenderá jovens e adultos (de 19 a 59 anos) com deficiência, em situação de dependência, prioritariamente beneficiários de Benefício de Prestação Continuada-BPC, que não disponham de condições de auto-sustentabilidades ou de retaguarda familiar, tem o propósito de romper com a prática do isolamento, de mudança do paradigma de estruturação de serviços de acolhimento para pessoas com deficiência em áreas afastadas ou que não favoreçam o convívio comunitário. Tem como finalidade propiciar a construção progressiva da autonomia e do protagonismo no desenvolvimento das atividades da vida diária, a participação social e comunitária e o fortalecimento dos vínculos familiares com vistas à reintegração e/ou convivência.

A casa funcionará ininterruptamente (24h), com educadores sociais trabalhando em turnos de 6h, uma equipe técnica composta por um assistente social, um psicólogo, um terapeuta ocupacional, um motorista com uma viatura específica para este serviço, uma cozinheira e dois serviços gerais. As demandas dos usuários em relação à saúde serão sanadas através da rede de saúde do Município.

A enfermeira, presidenta do conselho de pessoas com deficiência e coordenadora municipal da saúde do deficiente, Cristiane Lippert, declara ser um grande avanço para o município a execução de um programa de evidente importância e alta complexidade como este. “A residência inclusiva faz parte do Viver Sem Limites do Governo Federal e é uma maneira diferente de tratar aqueles que até então eram invisíveis à sociedade. O programa visa justamente promover a independência social dos deficientes. Trabalhando em cima das particularidades, desenvolvendo competências individuais para superarmos a segregação social” reafirma Lippert.

Leia mais sobre: Geral, Rio Grande

Fonte: PMRG

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

Enquete

Você concorda com o fim do auxílio-reclusão e a criação de um benefício para as vitimas dos crimes

Resultado

Topo-978x300

Esquerda-230x400

Direita-1-184x274

Direita-2-184x360

Rodape-526x180