Container

Por uma sociedade mais opinativa

Climatempo

Redes Sociais

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Geral

Saúde fitossanitária de árvore centenária é avaliada

Publicado 25/03/2015

O Executico Municipal por meio de sua Secretaria de Meio Ambiente, providenciou avaliação técnica precisa sobre o estado de saúde do eucalipto centenário localizado no Largo Dr. Pio em frente à Catedral de São Pedro. Nesta segunda-feira, 23 de março de 2015, a referida árvore, plantada em 1877, foi avaliada por meio de uso de equipamento moderno usado para medir a resistência de sua madeira – de forma a verificar a estrutura interna de seu tronco e, conseqüentemente, avaliar eventuais riscos de queda.

Segundo o Secretário Adjunto de Meio Ambiente, Wagner Terra Silveira, que acompanhou os trabalhos, “tal procedimento foi considerado altamente necessário pelo Executivo Municipal, uma vez que o eucalipto do Largo Dr. Pio foi alvo de vandalismo ou, no mínimo, de irresponsabilidade – quando, no dia 13 deste mês, foi ocasionado um incêndio na base da árvore. Uma avaliação externa, apenas, não daria conta de sabermos, com precisão, o quanto do vegetal ficou comprometido com o fogo – que se espalhou por parte do interior da árvore”.

Após o sinistro (incêndio) ocorrido no dia 13, a SMMA contatou técnicos e empresas especializadas em avaliação de risco relacionado à arborização urbana – buscando preservar o exemplar centenário e evitar qualquer tipo de risco à população.

A avaliação contou com a utilização de equipamento de última geração na avaliação não-destrutiva de espécimes arbóreos. O equipamento utiliza sensores, os quais são colocados ao redor do tronco da árvore e medem o tempo que impulsos sonoros levam para transitar pela madeira de um sensor à outro. Os dados coletados são simultaneamente transferidos para um computador e transformados em imagens coloridas do corte transversal da árvore na altura da medição. Módulos de software permitem calcular o grau de comprometimento dos tecidos vegetais e assim avaliar a resistência da árvore.

O Laudo Técnico conclusivo deverá ser finalizado até o final desta semana, mas é possível adiantar, com base em uma avaliação preliminar feita pelo Engenheiro Florestal Dr. Leif Nutto, operador do equipamento, que a árvore centenária não apresenta risco de queda apesar dos danos ocasionados pelo incêndio em sua base. Serão necessárias, contudo, medidas de manejo na árvore – como, por exemplo, a poda para a redução de peso do vegetal.

Leia mais sobre: Geral, Rio Grande, Slider

Fonte: SMMA

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

Enquete

Você concorda com o fim do auxílio-reclusão e a criação de um benefício para as vitimas dos crimes

Resultado

Topo-978x300

Esquerda-230x400

Direita-1-184x274

Direita-2-184x360

Rodape-526x180