Container

Por uma sociedade mais opinativa

Climatempo

Redes Sociais

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Economia

Juro do cartão de crédito é o menor em dois anos

Redução foi de 0,52%, passando a taxa de 11,58% ao mês (272,42% ao ano) em dezembro de 2018, para 11,52% ao mês (270,03% ao ano) em janeiro de 2019

Publicado 11/02/2019

As taxas de juros das operações de crédito foram reduzidas pela décima primeira vez em janeiro de 2019, a última elevação foi em fevereiro de 2018. Isso acontece mesmo o Banco Central não tendo alterado a taxa básica de juros (Selic) em sua última reunião do COPOM.

Para Miguel José Ribeiro de Oliveiro, diretor executivo de estudos e pesquisas da ANEFAC, essa redução pode ser atribuída aos seguintes fatores:

Melhora do cenário econômico com crescimento da economia o que reduz o risco da inadimplência.

. Taxas de juros e spreads em patamares elevados possibilitando redução das mesmas mesmo com a manutenção da SELIC.

Oliveira acredita que para os próximos meses, a tendência é que as taxas de juros continuem sendo reduzidas, isso levando em consideração a melhora do cenário econômico com menor risco de crédito e o fato das atuais taxas de juros das operações de crédito estarem elevadas. “Mas, frente às incertezas econômicas que vem pressionando a cotação do dólar bem como fatores externos, notadamente, o quadro econômico em algumas economias emergentes (Argentina, Turquia e África do Sul), elevação dos juros americanos, a guerra comercial EUA x China, Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) bem como o fato do Banco Central ter sinalizado com elevação da taxa básica de juros frente a todos estes cenários existe igualmente o risco das taxas de juros voltarem a ser elevadas nos próximos meses”, explica.

 

Pessoa Física

Todas as linhas de crédito pesquisadas tiveram suas taxas de juros reduzidas no mês).

A taxa de juros média geral para pessoa física apresentou uma redução de 0,05  ponto percentual no mês (0,98 ponto percentual no ano) correspondente a uma redução de 0,59% no mês (0,82% em doze meses) passando a mesma de 6,79% ao mês (119,97% ao ano) em dezembro/2018 para 6,75% ao mês (118,99% ao ano) em janeiro/2019sendo esta a menor taxa de juros desde março/2015.

 

 Pessoa Jurídica

Todas as linhas de crédito pesquisadas tiveram suas taxas de juros reduzidas no mês.

A taxa de juros média geral para pessoa jurídica apresentou uma redução  de 0,03 ponto percentual no mês (0,53 ponto percentual no ano) correspondente a uma redução de 0,84% no mês (1,01% em doze meses) passando a mesma de 3,57% ao mês (52,34% ao ano) em dezembro/2018 para 3,54% ao mês (51,81% ao ano) em janeiro/2019, sendo esta a menor taxa de juros desde novembro/2014.

 

Taxa de juros x Selic

Considerando todas as elevações e reduções  da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde março/2013, tivemos neste período (março/2013 a janeiro/2019) uma redução da Selic de 0,75 ponto percentual (redução de 10,34%) de 7,25% ao ano em março/2013 para 6,50% ao ano em janeiro/2019.

Neste período a taxa de juros média para pessoa física apresentou uma elevação de 31,02 pontos percentuais (elevação de 35,26%) de 87,97% ao ano em março/2013 para 118,99% ao ano em janeiro/2019.

Nas operações de crédito para pessoa jurídica houve uma elevação de 8,23 pontos percentuais (elevação de 18,88%) de 43,58% ao ano em março/2013 para 51,81% ao ano em janeiro/2019.

Leia mais sobre: Economia

Fonte: Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC)

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

Enquete

Você concorda com o fim do auxílio-reclusão e a criação de um benefício para as vitimas dos crimes

Resultado

Topo-978x300

Esquerda-230x400

Direita-1-184x274

Direita-2-184x360

Rodape-526x180